Dois candidatos estão na disputa pela prefeitura de Ibitiúra de Minas: Alexandre de Cássio Borges (PROS) e José Maurício Gregório, o Lico (PL).

Eleitores de Ibitiúra de Minas (MG) vão às urnas no próximo domingo para escolher o novo prefeito da cidade. O prefeito José Tarcísio Raymundo (PSDB) e o vice dele, Romildo do Prado Bernardo (PSD), eleitos em 2016, tiveram os diplomas cassados por abuso de poder político durante a campanha eleitoral.

Dois candidatos estão na disputa pela prefeitura de Ibitiúra de Minas: Alexandre de Cássio Borges (PROS) e José Maurício Gregório, o Lico (PL).

Desde o dia 1º de novembro, os candidatos fazem a propaganda eleitoral. Estão aptos a votar os eleitores inscritos no município até o dia 3 de julho. A eleição vai das 8h às 17h de domingo.

Cassação

O prefeito José Tarcísio Raymundo (PSDB) e o vice dele, Romildo do Prado Bernardo (PSD), foram cassados em agosto de 2017. Na ação movida pelo Ministério Público Eleitoral, foram apresentadas gravações que mostram reuniões com servidores da prefeitura em horário de expediente.

Nas reuniões, segundo a promotoria, os servidores foram obrigados a dar apoio político e conseguir votos para a chapa do prefeito e do vice.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) havia marcado eleições suplementares para dezembro daquele ano, mas prefeito e vice conseguiram liminar junto ao TSE para permanecerem nos cargos enquanto aguardavam o julgamento de recurso especial, que aconteceu em 13 de agosto deste ano.

Matéria extraída do site G1/Sul de Minas.