Amigos realizaram uma campanha nas redes sociais em busca de informações do paradeiro de Verena.

A polícia tenta identificar se o corpo encontrado esquartejado em uma lagoa na tarde desta quarta-feira, 16, em Ouro Fino, seriam  de uma mulher da cidade, que estava desaparecida  há  mais 15 dias.

Verena Sebastiana Aruarte da Silva, que é muito conhecida na cidade, está desaparecida desde o início do mês de outubro. A mulher teria saído de casa para comprar água,  deixando  quatro filhos pequenos  com a avó e não retornou. Até uma campanha, procurando informações de seu paradeiro, foi realizada por amigos nas redes sociais, mas sem qualquer resultado.

A mãe da desaparecida, que a viu pela última vez no dia 1º de outubro,  disse em uma entrevista à TV Record que   “Para dizer a verdade, acho que minha filha não está viva mais”, também disse que a filha tinha um relacionamento com um homem desconhecido, que poderia estar envolvido com seu desaparecimento. Amigas  disseram ter visto Verena pela última vez em um bar na companhia de três homens estranhos na noite  de sábado (04). A Polícia está investigando o caso e ouvindo parentes e amigos deste o início do mês.

Na tarde desta nesta quarta-feira (16), o  corpo de uma mulher foi encontrado esquartejado dentro de uma lagoa, na zona rural de Ouro Fino (MG), que pode ser de Verena.

Corpo encontrado esquartejado em lagoa de Ouro Fino pode ser de mulher desaparecida desde o início de outubro. Foto Difusora de Ouro Fino.

Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Militar foi até o Bairro Córrego da Gralha, localizado na zona rural de Ouro Fino. No local, foram encontrados: a cabeça, o tronco e duas pernas. Parte do corpo estava na superfície e outras submersas.

O corpo que estava em estado avançado de decomposição  foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre, onde deverá ser identificado e o laudo com as causas da morte deverá ficar pronto dentro de 30 dias.

A Polícia Civil está investigando o caso e até o momento nenhum suspeito foi preso.