Willian Nascimento de 27 anos morreu após passar mal em uma rave na cidade de Andradas.

Atualizada às 18h40 de 13/10/2019.

Um  jovem de 27 anos  morreu por volta das 13 horas deste domingo, 13,  após passar mal em uma festa rave que acontece no Clube Rio Branco Campestre desde a noite de sábado, 12, em Andradas. A vítima chegou a ser socorrida por uma ambulância da organização do evento no Pronto Atendimento de Andradas,  onde teve uma  parada cardiorrespiratória, não respondeu às tentativas de reanimação  e veio a óbito. Dois médicos do evento acompanharam a vítima na ambulância até o Pronto Atendimento de Andradas.

O corpo foi levado para o Instituto Médico legal de Poços de Caldas, onde deverá passar por necrópsia. O laudo que deverá apontar a causa da morte sairá em 30 dias. Willian David do  Nascimento, de 27 anos, é da cidade de da cidade de São José dos Pinhais no Paraná.

O Clube Rio Branco Campestre que fica na Rodovia MG-455, recebe milhares de pessoas para a Mandallah que é o maior evento desta modalidade e já acontece há mais de 10 anos na cidade de Andradas.

Em 16 dezembro de 2018 um jovem de 20 anos morreu e outro ficou internado em estado grave, após passar mal em uma rave realizada no  mesmo local.  O assunto gerou muita polêmica entre os moradores da cidade  e o clube chegou a proibir este tipo de evento na ocasião.

Outro caso

Cézar Henrique Hertz, 20, da cidade de Limeira, também morreu após passar mal em uma festa rave no mesmo local.

A direção do Clube Rio Branco de Andradas chegou a proibir as festa na sua sede campestre, após a morte do jovem Cézar Henrique Hertz, 20, da cidade de Limeira e de um outro jovem que ficou internado em estado grave após passar mal em uma festa rave no mesmo recinto. O caso aconteceu em 16 de dezembro de 2018 e gerou muita polêmica sobre a realização deste tipo de festa na cidade.

Cézar Henrique Hertz, de  20 anos, morreu após passar mal durante uma festa rave no Clube Rio Branco, em Andradas (MG), na tarde do domingo (16/12) do ano passado. O rapaz estava no local desde a noite de sábado (15) e chegou a ser socorrido pela organização do evento, mas não resistiu.  O hospital informou que o jovem já chegou ao local com quadro de parada cardiorrespiratória e que foram feitas tentativas de reanimação, mas sem sucesso. O jovem era de Artur Nogueira, mas residia em Limeira.