Acidente aconteceu na tarde deste sábado na BR-459, entre Pouso Alegre e Congonhal.

Motorista foi levado para o presídio de Pouso Alegre. Segundo a PRF, o pedreiro também não era habilitado.  Acidente foi na tarde deste sábado (23), na BR-459, entre Pouso Alegre e Congonhal.

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que o motorista da SUV Tucson estava embriagado. O teste do etilômetro deu que ele estava com 0,81 de mg/litro de álcool. Em depoimento à polícia, o pedreiro, de 37 anos, relatou que tinha bebido cerveja e vodka em Congonhal, antes de sair com o carro pela BR-459 e bater de frente com um Gol.

Ainda de acordo com a PRF, o homem não tinha carteira de habilitação. O motorista tentou fugiu do local do acidente, mas foi preso pela polícia. Ele já foi levado para o presídio de Pouso Alegre, sem direito à fiança por provocar acidente de trânsito com vítimas. O pedreiro sofreu apenas ferimentos leves.

A batida entre os foi carros foi por volta das 17h15 deste sábado (23), no km 91 da BR-459, entre Pouso Alegre e Congonhal. A SUV subia sentido Pouso Alegre e o Gol descia para Congonhal, quando houve a colisão frontal.

No acidente morreram a técnica de enfermagem Aline Frutuoso, de 33 anos. Ela era esposa do pedreiro. Também faleceram pai e filho que estavam no Gol. O agricultor Ednaldo Carlos Ferreira, de 47 anos, estava indo levar o filho, Luiz Eduardo Custódio Ferreira, de 10 anos, para cortar o cabelo em Congonhal. Eles moravam no bairro Canta Galo, zona rural de Pouso Alegre. Uma terceira pessoa que estava na SUV foi socorrida pelo SAMU e levada para o Hospital das Clínicas Samuel Libânio.

Pai e filho serão velados na funerária Santa Edwiges e sepultados no cemitério Municipal de Pouso Alegre, às 16h30 desde domingo. A técnica de enfermagem Aline Frutuoso deve ter o corpo liberado no início da tarde. Ela será velada em Congonhal, onde também será o enterro.

Informações do site Terra do Mandu

Acidente aconteceu na tarde deste sábado na BR-459, entre Pouso Alegre e Congonhal.