A Polícia Civil de Poços de Caldas vai investigar a autoria do furto de mais  R$ 3.900,00 do cofre das Thermas Antônio Carlos.  O boletim de ocorrência foi registrado somente nesta sexta-feira, 4, pela administração do balneário, mas a suspeita é que o dinheiro tenha sido furtado entre os dias 28 de dezembro e 2 de janeiro. O cofre não apresentava sinais de arrombamento.

De acordo com a Polícia Militar o dinheiro estava em um envelope que estava no cofre onde são guardadas as quantias referentes à movimentação do caixa das Thermas, do Balneário de Pocinhos do Rio Verde em Caldas e ainda da empresa Abax Serviços Ltda.

Ainda segundo a PM outros envelopes com valores menores não foram levados.  Apenas 5 funcionários tinham a senha que dava acesso ao local onde ficava o cofre.

Desde janeiro de 2018 a administração das Thermas Antônio Carlos está sob responsabilidade da Codemig -­ Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais.

Fonte: Poçoscom