Jovem de 21 anos foi vítima de feminicídio em Poços de Caldas

A guaçuana Lara Adélia Floriano, de 21 anos, morreu na madrugada desta terça-feira (18) vítima de feminicídio, em Poços de Caldas (MG).

O suspeito de matar a jovem com golpes de faca é um jovem  de 20 anos. O rapaz foi preso pela Polícia Militar em meio a um matagal localizado no interior do Kartódromo Municipal da cidade mineira e negou as acusações.

No entanto, testemunhas que viram o casal minutos antes da vítima morrer reconheceram Rhuan como sendo o autor do crime.

Entenda o caso

O crime aconteceu nas proximidades da Santa Casa de Poços de Caldas, na Vila Guaporé. Por volta das 01h40, a PM foi chamada ao hospital, onde funcionárias relataram que estavam no estacionamento da entrada, quando viram um casal em atitude suspeita caminhando pela Rua Georgeta Dias Monteiro com a Avenida Antônio Togni até um barranco.

As testemunhas ainda contaram que em seguida ouviram que Lara começou a gritar, pois estava sendo agredida pelo homem que a acompanhava e que ela ainda teria conseguido correr e se desvencilhar do agressor, antes de ser alcançada e golpeada com uma faca.

Lara foi socorrida por populares que estavam no hospital, mas já estava morta quando deu entrada no ambulatório.

Jovem de 21 anos foi vítima de feminicídio em Poços de Caldas

Segundo o médico de plantão, a vítima apresentava um corte fatal no pescoço, diversas perfurações na lombar e nas costas. O homem fugiu a pé e foi capturado ainda durante a madrugada no interior do Kartódromo da cidade.

Vítima

Lara Adélia Floriano, de 21 anos, era moradora do Jardim Ypê Pinheiro e há cerca de 20 dias teria ido morar em Poços de Caldas devido a um relacionamento que tinha com um rapaz da cidade.

O corpo de Lara deve chegar a Mogi Guaçu ainda na tarde desta terça-feira (18) e o sepultamento deve acontecer no Cemitério Santo Antônio, no Jardim Novo.

Fonte: Gazeta Guaçuana